Alice Daniel
Capa Textos Áudios Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato
Novo rumo

Eu quero sim revelar os meus segredos, infringir todas as regras, adonar-me dos meus medos e assim, se eu quiser, ser a dona do meu corpo, recriar meu eu-mulher. 

Eu quero sim soprar de leve a brisa, desenhar bichos nas nuvens, saltitar pelas estrelas e assim, na pureza  que me resta resgatar o que o vento, a dor, o tempo foi incapaz de apagar.

Eu quero sim esquecer-me do teu cheiro, do teu beijo, do abraço e mesmo assim, o corpo lasso, te arrancar todo de mim.

Eu quero sim buscar novos sorrisos, banhar-me em novas águas, provar outros sabores e assim, colorir-me com as cores do arco-íris, infinito, do horizonte...

E sempre que me vires, eu quero sim, provar que sou a mesma e que apesar do tempo, apesar do vento, transpus da vida a ponte e assim, varri de mim as dores dos amores, a história do que amei.

Te esperar por todo o sempre?
agora eu já não sei...

Alice Daniel
Enviado por Alice Daniel em 17/11/2007
Alterado em 18/10/2012
Comentários