Alice Daniel
Capa Textos Áudios Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato
Poema do Amor Materno

Poderia ter sido numa madrugada qualquer. Poderia ter sido numa vida qualquer. Poderia ter sido uma pessoa qualquer...
Não foi...
Tendo a lua como companheira e um sol imenso a aquecer meu coração, te trouxe à vida.
Mais do que isso: me deste a vida.
És meu verso mais bonito, minha rima mais perfeita.
Meu poema de amor.
És refúgio, meu porto seguro, suave caricia, pura emoção... Por ti renasço a todo instante. Sou gigante. Crio asas... proteção.
Por ti eu calo, por ti eu grito,
Por ti eu rio, choro e mato,
Por ti eu minto, falo a verdade,
Viro criança, sinto saudade,
Atravesso estradas, traço atalhos.
Sou abrigo
Lago
Brisa
Tempestade
Poderia ter sido numa madrugada qualquer. Poderia ter sido numa vida qualquer. Poderia ter sido uma pessoa qualquer.
Não foi...
Fomos tu e eu...
Meu amor maior.
Alice Daniel
Enviado por Alice Daniel em 27/06/2005
Alterado em 21/10/2009
Comentários