Alice Daniel
Capa Textos Áudios Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato


E se eu quisesse a tua presença agora?
Segurar na tua mão e ficar olhando o infinito, como se tudo em nós não tivesse fim?
E se eu quisesse o teu afago? Uma carícia leve, um toque breve para me aquecer e esquecer a dor que trago em mim?
E se eu quisesse ouvir um "maria kikes" ou aquelas bobices que só nós dois sabíamos dizer?
Me dividiria em mil alices e, em todas elas, seria sempre a tua mulher.
E se eu quisesse aliviar a tua dor? Fazer amor? Ter o teu abraço acolhendo-me a cada manhã?
Te ver sorrir como se o tempo não tivesse passado, como se não houvesse um passado que o presente separou?
Ah! Se eu quisesse tantas coisas...
Se eu quisesse escreveria a dor que pressinto, que queima minha pele e me compele a continuar querendo, a seguir te amando, me entregando, me iludindo.
E de todos os quereres, o único que persigo é ter-te sempre comigo, não amado, não amante, apenas como amigo.
Enviado por Alice Daniel em 17/03/2006
Comentários