Alice Daniel
Capa Textos Áudios Perfil Livros à Venda Livro de Visitas Contato
Entrega

Ao acordar, mesmo antes de abrir meus olhos, tua imagem se fez presente.
Forte, viva, completa.
Reconheci a facilidade com que me desloco para dentro dos teus olhos, o poder que eles têm em mexer com a minha emoção.
Algo neles me deixa em ebulição, sensibilidade aguçada, um aperto no peito.
Surge então a vontade de derrubar pedra por pedra da minha muralha e mostrar-me inteira com todos os defeitos, mágoas, traumas, alegrias, sonhos...
Isso me apavora, ao mesmo tempo que me fascina.
Pareceu-me, e não entendo o porquê, que saberias compreender e até colocar em palavras suaves, voz para os meus receios.
Deixei, então, que a tua imagem tomasse conta de mim totalmente.
Afastei o medo...esqueci o passado... apenas senti.
Ouvi tua voz... palavras de amor e desejo.
Senti tuas mãos... gestos de carinho e paixão.
Entreguei-me às sensações sem reservas ou temores.
Fiz-me tua e foste meu.
Entretanto, não foi o suor dos corpos, a paixão ardente, o desejo louco que me fez te amar.
Foi simplesmente a tua presença, a tua ternura, o teu olhar...
Enviado por Alice Daniel em 10/06/2005
Comentários